O que são coletivos alimentares?

Antes de iniciarmos nossa fala sobre coletivos alimentares, é importante sabermos qual a respresentação e significado de um coletivo.

Nos dicionário coletivo é um substantivo que se refere ao grupo de seres da mesma especie ou diferente. Porém o contexto de coletivo que gostaria de trazer a reflexão é aquele que remete ao grupo de pessoas, unidas por uma causa em comum, que fazem dessa causa uma bandeira e fomentam ou geram um impacto positivo no âmbito da tematica discutida.

Após um breve esclarecimento sobre coletivos podemos estreitar mais a fala e trazer para o contexto alimentar. Os coletivos alimentares em sua maioria objetivam trazer para o maior número de pessoas possíveis o entendimento e transparência dos sistemas alimentares que nos rodeiam desde que nascemos. Essa proposta veem de encontro com fatores discutidos muldialmente como: fome; êxodo rural; saúde pública; desigualdade social; desnutrição e acessibilidade à alimentos de qualidade. Por meio de coletivos alimentares é realizada a desconstrução dos modelos convencionais de distribuição de alimentos e saberes culinários. O propósito é envolver os participantes para que possam atingir um nível de consciência alimentar possível de compreender de que a economia, ecologia e igualdade social estão sempre incluídas, e dessa forma por meio do simples ato de consumir alimentos é possível reorganizar esse sistema e buscar uma maneira mais sustentável de alinhamento entre consumo, preservação ambiental e igualdade social.

Um coletivo alimentar é desenhado de várias maneiras, e uma que posso exemplificar para você é o CSA (Community Supported Agriculture) ou Consumidores que sustentam a agricultura. As CSAs visam criar um espaço de inclusão e aprendizado, nas conexões campo e cidade, pois são mundos próximos, mas que se comunicam muito pouco devido ao modelo de consumo inconsciente imposto por nós para nós. Porém a proposta do CSA é democratização e o entendimento do que é justo para quem consome e especialmente para quem produz.

Os participantes desse movimento normalmente possuem uma empatia elevada comparado ao contexto social em que vivemos, porém ele não exclui quem habitualmente não participa de coletivos alimentares, mas busca sempre acolher novos membros de forma que o grupo cresça e se fortaleça, pois ao fazer parte dos coletivos, é impossível ser apenas um espectador e ficar apenas aplaudindo, todos são protagonistas e coautores dos valores e atividades do grupo. O modelo é tão empoderador que quem o vivência e abraça a causa, tem a expertize e capacidade de fomentar a criação de grupos de consumo consciente onde ele avaliar ser possível.

E para orientar quem gostaria de formar coletivos alimentares mais próximo da sua moradia ou nela própria, gostaria de deixar um infográfico simples e prático sobre PASSOS PARA CONSTRUÇÃO DE COLETIVOS ALIMENTARES, para auxílio desse processo. Além de deixar a disposição meu contato para orientação e parcerias.

Saudoso abraço a todos os leitores.

 

Lucas Felippe

Engenheiro Agrônomo

One thought on “O que são coletivos alimentares?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *