Sistemas alimentares

Sistema alimentar é um conjunto de elementos e ações que estão ativas na produção, beneficiamento, industrialização e consumo de alimentos que impactam diretamente no desenvolvimento nutricional de uma população. Nesse sistema estão envolvidos diversos atores que contribuem para crescimento e desenvolvimento dos alimentos, com objetivo de não faltar alimentos para a população. E em cada fase desse sistemas esses atores são denominados, como por exemplo: Produção/ Agricultura; Beneficiamento/ Gastronomia; Industrialização/ Empresas de alimentos; Consumo/ População.

A Agricultura é uma prática ancestral originada do ser primitivo da humanidade e está presente em todos da espécie. Um conjunto de técnicas e saberes, visando o propósito de domesticação vegetal. No início a agricultura tinha como propósito somente a produção de alimentos, conforme os tempos foram passando e a evolução intensificada da sociedade, na agricultura foi possível também produzir energia, medicamentos, vestimentas, ferramentas e ensino para diversas áreas do conhecimento.

Atualmente as práticas agrícolas se modernizaram de forma exponencial, o recurso humano utilizado hoje em dia é bem menor comparado ao início de tudo. Pois de fato, o maior custo na produtividade agrícola é a mão de obra, principalmente para as produções das grandes culturas, onde seriam necessárias milhares de pessoas para atender uma propriedade. O fator negativo está na questão dos monopólios mercantis que se originaram no desenrolar de todo esse acontecimento agrário, deixando muitas famílias de agricultores sem norte comercial, resultando na saída do campo para a cidade, também conhecido como êxodo rural.

IMPOSSIBLE FOODS : A produção de carne é considerada, de longe, um dos maiores contribuintes do mundo para as mudanças climáticas, não apenas pelo nível de gás de efeito estufa que produz, mas também pelo consumo de água e terra que requer. No entanto, apesar da crescente conscientização sobre o assunto, Brown observou que a educação pouco fizera para conter o apetite insaciável dos consumidores por carne.

Assim, afiançando-se em sua carreira acadêmica – e colegas – o então jovem de 56 anos começou a criar um produto alternativo que pudesse dar a mesma experiência que a carne.

Pat Brown, fundador é o fundador e CEO da Impossible Foods, uma empresa de alimentos baseada na Califórnia que tenta revolucionar a maneira como pensamos sobre a pecuária com seu substituto de carne à base de vegetais, comumente conhecido como o “Hambúrguer Impossível”.

Ele começou o negócio em 2011 depois que sua pesquisa acadêmica o levou a descobrir o impacto negativo da produção de carne no planeta.

“A única maneira de resolver o problema é dar aos consumidores o que eles sabem que querem e fazer de nosso trabalho encontrar uma maneira melhor de produzi-lo e encontrar uma tecnologia melhor do que vacas e outros animais”, disse Brown.

 

Os modelos de distribuição de alimentos estão cada vez mais claros conforme a tecnologia da informação vai avançando e os modelos antiquados vão se adaptando e se reiventando para não falirem nesse novo comécio alimentar que vivemos. Porém ainda não atingimos a soberania alimentar e não nos deram a autonomia sobre o que comemos, por isso é recomendado a participação em grupos de consumo, onde você sabe de onde e como é produzido seu alimento.

Para mais informações sobre coletivos alimentares acesse o artigo O QUE SÃO COLETIVOS ALIMENTARES E POR QUE FAZER PARTE?

Saudoso abraço

Lucas Felippe 

Engenheiro Agrônomo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *